House of Cardin

Milhões conhecem a logo icônica e a assinatura onipresente, mas poucos conhecem o homem por trás da marca.
Quem é Pierre Cardin? Qual a história desse ícone legendário? House of Cardin é uma imersão na mente de um gênio, um documentário cronológico da vida e design de Pierre Cardin. Mr. Cardin deu acesso exclusivo aos arquivos do seu império e concedeu entrevistas nunca antes vistas no fim de sua gloriosa carreira.

Continuar lendo

Woman

Woman dá voz a duas mil mulheres de 50 países diferentes, em um retrato íntimo que explora temas como a maternidade, educação, casamento, independência financeira e sexualidade.

O filme denuncia as injustiças sociais que as mulheres sofrem ao redor do mundo, mas mais do que isso, mostra a força e capacidade que elas têm para mudar o mundo.

De chefes de estado a ícones de beleza, de motoristas de ônibus a fazendeiras. Você irá descobrir a voz das mulheres de uma maneira jamais vista.

Continuar lendo

AZNAVOUR BY CHARLES

Em 1948, Edith Piaf ofereceu sua primeira câmera para Charles Aznavour, um presente que ele nunca mais largou. Até 1982, Charles filmou horas de rolos que formavam seu diário. Aznavour filmou sua vida, e viveu enquanto filmava. Onde ele ia levava sua câmera junto, gravando tudo por onde passava. Os momentos da sua vida, os lugares que foi, seus amigos, seus amores, seu tédio. Alguns meses antes que desapareceu ele começou a desenrolar seus filmes com Marc di Domenico e então decidiu fazer um filme, seu filme.

Continuar lendo

BABENCO – ALGUÉM TEM QUE OUVIR O CORAÇÃO E DIZER: PAROU

“Eu já vivi minha morte, agora só falta fazer um filme sobre ela” – disse o cineasta Hector Babenco a Bárbara Paz, ao perceber que não lhe restava muito tempo de vida. Ela aceitou a missão e realizou o último desejo do companheiro: ser protagonista de sua própria morte.

Nesta imersão amorosa na vida do cineasta, ele se desnuda, consciente, em situações íntimas e dolorosas. Revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e fragilidade física que marcou sua vida.

Do primeiro câncer, aos 38 até a morte, aos 70 anos, Babenco fez do cinema remédio e alimento para continuar vivendo. BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou é o primeiro filme de Bárbara Paz mas, também, de certa forma, a última obra de Hector – um filme sobre filmar para não morrer jamais.

Continuar lendo

Onde está você, João Gilberto?

Inspirado no livro “HO-BA-LA-LÁ – À Procura de João Gilberto” do escritor alemão Marc Fischer, Georges Gachot resolve realizar o sonho do autor e seu próprio sonho e desembarca no Rio de Janeiro em busca de João Gilberto. Seguindo os passos de Fischer, ele não mede esforços e entra em contato com diversos amigos e parceiros do músico em sua jornada.

Continuar lendo

Maria Callas – Em suas próprias palavras

“Há duas pessoas em mim, a Maria e a Callas”
Artista absoluta, se tornou um ícone mundial e uma mulher apaixonada pelo destino inesperado, “Maria Callas – Em Suas Próprias Palavras” narra uma história de uma vida excepcional em primeira pessoa. Callas revela Maria, e revela também uma personalidade incandescente e vulnerável. Um momento de intimidade com uma lenda e toda a emoção desta voz única no mundo.

Continuar lendo

Lumière! A Aventura Começa

Em 1895, Louis e Auguste Lumière inventaram a cinematografia e capturaram os primeiros filmes na história das imagens em movimento. Com a descoberta da mise-en-scène, tracking shots, e inclusive, efeitos especiais, eles inventaram a arte do cinema em si.
Thierry Frémaux, o diretor do Festival de Cannes, reuniu 114 obras dentre os 1.400 filmes dos irmãos Lumière, e restauraram em 4K, montando um filme único que celebra o legado de dois artistas revolucionários.

Continuar lendo

A Ópera de Paris

A Ópera de Paris está sob nova direção, e se prepara para levantar as cortinas com um novo espetáculo: “Moisés e Aarão” de Schönberg. Mas o anúncio de uma greve e a chegada de um touro como ator coadjuvante podem complicar as coisas…
Ao mesmo tempo, um jovem e promissor cantor russo começa na Academia da Ópera, e o seu caminho irá cruzar com Bryn Terfel, uma das maiores vozes da atualidade. Junta-se ao barco, o famoso coreografo Benjamin Millepied, que acaba de assumir a direção do balé no Palais Garnier.

Continuar lendo

Eu Não Sou Seu Negro

Narrado por Samuel L. Jackson, o documentário constrói uma reflexão sobre como é ser negro nos Estados Unidos. Em 1979, James Baldwin iniciou seu último livro, “Remember This House”, relatando as vidas e assassinatos dos lideres ativistas que marcaram a história social e politica americana: Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Jr. Baldwin não foi capaz de completar o livro antes de sua morte, e o manuscrito inacabado foi confiado ao diretor Raoul Peck, que combina esse material com um rico arquivo de imagens dos movimentos Direitos Civis e Black Power, conectando essas lutas históricas por justiça e igualdade com os movimentos atuais que ainda clamam os mesmos direitos.

Continuar lendo

O Último Tango

A história de amor entre os dois dançarinos mais famosos da história do tango. María Nieves Rego (81) e Juan Carlos Copes (84) se conheceram quando tinham 14 e 17 anos, e eles dançaram juntos por quase 50 anos. Em todos esses anos eles se amaram, se odiaram, e passaram por várias separações dolorosas, mas o amor pelo tango sempre os unia novamente. Juan e María contam a sua história a um grupo de jovens bailarinos de tango e coreógrafos de Buenos Aires, que transformam os mais belos e dramáticos momentos das vidas do casal em coreografias de tango incríveis.

Continuar lendo
    Fechar Menu