Varda by Agnès

De mãe da Nouvelle Vague a ícone feminista, a diretora Agnès Varda expõe seus processos de criação e revela sua experiência com o fazer cinematográfico. A cineasta dá um enfoque especial no método de storytelling que ela denomina de “cine-writing”, uma espécie de fórmula utilisada por ela na grande maioria de seus documentários e ficções, revisando a sua carreira de maneira única e emocionante, neste filme que encerra a sua carreira de 64 anos.

Continuar lendo

Rebels

Unidas pelo assassinato acidental do patrão abusivo, as funcionárias da fábrica de atum enlatado Sandra, Marilyn e Nadine encontram uma mala cheia de dinheiro no corpo do defunto. As três estão desesperadamente precisando de grana, e decidem roubar o dinheiro e se livrar do cadáver, enlatando-o. O que poderia ter sido um plano perfeito, transforma-se em uma terrível confusão, quando os gangsters donos do dinheiro aparecem, e as latas contendo os restos mortais são entregues a uma instituição de caridade para distribuição.

Continuar lendo

Amor, drogas e Nova York

Viciada em heroína e moradora das ruas de Nova York, Harley (Arielle Holmes) tenta, mas não consegue se livrar do vício e do namorado abusivo Ilya (Caleb Landry Jones). Entre euforias químicas, brigas e surtos violentos, ela busca a beleza encontrada em lugares inesperados. Baseado em fatos reais da vida da atriz Arielle Holmes.

Continuar lendo

120 Batimentos Por Minuto

França, início dos anos 1990. O grupo ativista Act Up está intensificando seus esforços para que a sociedade reconheça a importância da prevenção e do tratamento em relação a Aids, que mata cada vez mais há uma década. Recém-chegado ao grupo, Nathan (Arnaud Valois) logo fica impressionado com a dedicação de Sean (Nahuel Pérez Biscayart) junto ao grupo, e os dois iniciam um relacionamento sorodiscordante, apesar do estado de saúde delicado de Sean.

Continuar lendo

Climax

Um grupo de jovens dançarinos se reúne em uma remota escola vazia para a última noite de ensaio antes do espetáculo. Em comemoração, eles fazem uma festa que dura a noite toda, que se torna um pesadelo alucinante quando os dançarinos descobrem que alguém misturou um potente LSD na sangria que estão bebendo. Da euforia ao caos, paixões, rivalidades e violência em meio a um colapso psicodélico coletivo se transformam em armas para uma verdadeira tragédia.

Continuar lendo

A Casa de Veraneio

Uma propriedade linda e grande na Riviera francesa. Um lugar que parece fora do tempo e protegido do restante do mundo. Anna e sua filha irão passar alguns dias de férias neste paraíso.
Entre sua família, amigos e empregados, Anna tem que lidar com o recente término de seu relacionamento, e escrever seu próximo filme que todos insistem para que ela desista da ideia. Por trás do riso e da raiva, aparecem os segredos, os medos e os desejos. Todos fecham seus ouvidos aos sons do mundo, e precisam lidar com os dramas e comédias de sua própria existência.

Continuar lendo

Meu Anjo

Elli e sua mãe se esforçam para fugir do tédio e do serviço social, que considera Marlène incapaz de criar a filha. Quando a mãe se afunda em mais uma noite de excessos, ela decide deixar Elli sozinha e ir atrás de homem que acabou de conhecer. Sem pai ou nenhum familiar por perto, a criança precisa se virar sozinha e enfrentar o julgamento das pessoas, e o bullying dos colegas de escola pelo comportamento inadequado de sua mãe, enquanto a mesma não volta para casa.

Continuar lendo

O CONFEITEIRO

Thomas, um jovem e talentoso confeiteiro, tem um caso com Oren, um homem israelense casado que morre em um acidente de carro. Thomas viaja a Israel atrás de respostas. Guardando seu segredo, ele começa a trabalhar para Anat, viúva de Oren, em seu pequeno café. Apesar de sua comida não ser kosher (alimento judeu) e desprezado pela religião, seus deliciosos doces transformam o local em uma atração na cidade. Envolvido na vida de Anat de uma maneira além do que ele esperava, Thomas irá estender a sua mentira até um ponto sem retorno.

Continuar lendo

DESLEMBRO

Joana é uma adolescente que se alimenta de literatura e rock. Ela mora em Paris com a família, quando a anistia é decretada no Brasil, final de 79. De um dia para o outro, e a sua revelia, organiza-se a volta para o país do qual mal se lembra. No Rio de Janeiro, cidade onde nasceu e onde seu pai desapareceu nos porões do DOPS, seu passado ressurge. Nem tudo é real, nem tudo é imaginação, mas ao “lembrar”, Joana inscreve sua própria história no presente, na primeira pessoa.

Continuar lendo
Fechar Menu